Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad em Qua 26 Mar 2008 - 15:38



Comforumistas,

Coloco a discussao aberta o seguinte topico:

"A Mercedes Benz do Brasil atraves de seu marketing e analise de produto nao teria errado ao colocar o preço do Classe B tao proximo ao Classe C,o que resultaria no alto risco de prejuizos por um carro mal comercializado?"

Minha citacao acima tem como premissas:

1)A posicao de mercado colocada para este carro, no Brasil, o maior consumidor Mercedes Carros da America Latina abaixo do Mexico, está errada visto a pouca diferença (15%) de preço R$20.000 entre o Classe B e o Classe C, sendo que a partir dos R$100.000 o consumidor nao está tão frágil a variacoes de preço entre 5-20% e sim impera a vontade e gosto? Portanto o publico de um carro de 120.000 reais definitivamente nao é o publico de um Classe A nacional, tampouco de um jipe Troller, nem de um PTCruiser e menos ainda de um Toyota Corrolla VTEC ou de um Honda Civic VVTI.

2) O mercado local é provido somente com Mercedes pratas e pretos. Sao cores sobrias, portanto o consumidor tradicional Mercedes Benz (por favor tirem o Classe A W168 da analise pois é outro perfil) é homem, 40 a 55 anos de idade, bem sucedido, executivo ou empresario, e que geralmente ja possui historico de mercedes no passado.

3) O Classe B é visto como uma variante de um Renault Scenic ou Picasso da vida e nao como um "MERCEDES". Querendo ou nao, as pessoas que compram mercedes novos procuram status, pois por um preço 10% menor poderiam comprar um VW Passat, que querendo ou não é um carro, na Alemanha, da categoria do Classe E.

4) Baixas sao as vendas dos BMW120i, do novo Audi A3 e foram do Classe C coupe. Isso não estaria dizendo que o mercado nao mais quer ser novidadeiro e sim comprar, nesta faixa, carros tradicionais, lembrando que a faixa de mercado abaixo desta volta suas cifras nas apostas novidadeiras do mercado que sao os Hyundais Tucson, Toyotas Fielder, Jettas e o curinga das vendas, o Ford Fusion!!!


O que voces acham?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por ATS em Qua 26 Mar 2008 - 16:01



Se fosse para levar em consideração apenas preço, a Volvo oferta o C30 - 2.0 Ford Duratec - na faixa dos R$80 mil...

Acho que o problema primordial para um carro dessa estirpe não
"decolar" é preço relativamente elevado + falta de identidade com os produtos vedete
da marca (excluido o Classe A, lógico).

Afinal, quem compra um C 200 K por R$150 mil está comprando um mercedes "legítimo", digamos assim. O preço realmente é um detalhe, porque poderia comprar um Toyota Camry - um carro de maior porte - e escolhe pela estrela...mas quem compra um B 200 estaria comprando o quê?

Classes A e B são carros que a minha namorada adora...seriam carros mais voltados para esse público (ao menos no Brasil)?
avatar
ATS
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 2424
Data de inscrição : 22/10/2007
Interesses : Mercedes antigas, BMW auto und motorrad, carros e motos antigas, scooters, bicicletas...
Sexo : Masculino Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad em Qua 26 Mar 2008 - 16:40



Pois é Andre.Eu tambem penso nisso e que o mercado feminino ainda nao atingiu maturidade de "poder querer e fazer questao de querer" enfiar 120 reais num classe B, pois para a maoria das mulheres, legal é o Honda Fit e quando mundo uma Tucson que sao os "bonitinhos" da moda destes ultimos anos. Peruas viraram carros de mamaes de nao de mulheres moderninhas..Algumas enveredam para o Peugeot 307..

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Felipones em Qua 26 Mar 2008 - 17:00



Caros,
Sendo muuuuito superficial, leviano talvez, acredito que o custo/benefício/status de um classe B é muito pequeno.
avatar
Felipones
Usuário Prata
Usuário Prata

Número de mensagens : 491
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : Carros europeus das décadas de 70, 80 e 90
Sexo : Masculino País : Brasil
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad 4 em Qua 26 Mar 2008 - 17:35



O sonho da minha esposa é um Classe B preto com interior bege (palavras dela). Pena que seja tão caro, senão já estaria na garagem, apesar de eu achar o Classe A importado mais simpatico aos meus olhos.

Convidad 4
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 8341
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : MB's décadas de 70,80 e 90
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por ATS em Qua 26 Mar 2008 - 17:37



Aprofundando um pouco mais, acho realmente que o público para a Classe B seriam os jovens (europeus) e as mulheres. Eu tenho 30 anos e já não me encanto com ela (preferia pegar o $$$ e gastar com um Scenic, uma 124 e uma 201... Twisted Evil ).

Posso estar enganado mas, mesmo correndo esse risco, acho que as mulheres não dão tanta importância para a marca do carro e sim para o design...

E também tem a questão de motorização...

O Fit seria a maior prova disso, pois tem um motor que não deixa nem os 1.0 para trás...longe de criticar a Honda, mas não dá para comparar com Mercedes e BMWs...

O que eu entendo por "carro de mulher": um carro "bonitinho" e que dá pouco trabalho (Fit). Eu teria um, mas prefiro Civic/ Corolla e os seus pares franceses...

Concordo com o Felipe, não há equilíbrio na equação custo x benefício...penso ser necessário diminuir o 1º ou aumentar o 2º...
avatar
ATS
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 2424
Data de inscrição : 22/10/2007
Interesses : Mercedes antigas, BMW auto und motorrad, carros e motos antigas, scooters, bicicletas...
Sexo : Masculino Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad 4 em Qua 26 Mar 2008 - 17:52



John

Não concordo que necessariamente o comprador já tenha tido Mercedes no passado. Tanto pode ser que sim, como pode ser que não. Ao meu ver, não vale como argumento. Acho que é um carro que oferece pouco pelo que custa. A versão sem turbo é fraca, 136 cavalos em um carro pesado, o interior vem sem bancos de couro (acho absurdo em um carro de 130mil reais), o desenho não é lindo, não destaca, e acho que o publico MB ainda é muita mais pra sedans do que para qualquer outro modelo, exceto ML, que já tem tradição (mas não são Mercedes, hehehehehe, GR essa foi só pra tirar uma casquinha, continuo a achar que é MB sim e das boas...). Veja tambem que os C-Sportcoupe venderam pouco, o mesmo com as Classes R e GL, além das Touring, que tambem não são bastiões em volumes de vendas. Ou seja, acho que o publico MB no Brasil, é de sedans, é o que consagrou a marca. Basta ver que muitos ainda não consideram um Classe A como um legitimo Mercedes. Acho que a MB posicionou erradamente tanto o Classe A importado como os Classe B. Basta ver a desvalorização dos mesmos no mercado de usados. Isso é termometro de quanto o mercado paga por um carro desses. Uma Classe A 200, 2006 já está na faixa de 80mil reais, ante um preço de venda de 119mil reais, uma desvalorização alta. E os Classe B perdem 10mil reais logo que saem da concessionaria. Logo tambem estarão abaixo de 100mil no mercado de usados. A politica errada é querer ganhar muito com poucos consumidores. Mesmo erro que a Fiat fez com a Alfa Romeo, principalmente com os 164, começou com 100 dolares e logo estava sendo vendido novo por 50mil reais. Quem comprou se sentiu lesado e não recompra carro da mesma marca.

Convidad 4
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 8341
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : MB's décadas de 70,80 e 90
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad 4 em Qua 26 Mar 2008 - 17:53



Erro de digitação, os Alfa 164 chegaram por 100mil dolares, não 100 dolares.

Convidad 4
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 8341
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : MB's décadas de 70,80 e 90
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Felipones em Qua 26 Mar 2008 - 18:02



Continuo a dizer, pelo menos para o público brasileiro, o custo x benefício é péssimo.

Fora que os carros são mal poscionados, não se identifica muito bem a que publico se destina, quem são os concorrentes, quais são os diferenciais. Eu acho que o pessoal de marketing/produto fez um trabalho meia boca... Não consigo ver um plano.

Abs
avatar
Felipones
Usuário Prata
Usuário Prata

Número de mensagens : 491
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : Carros europeus das décadas de 70, 80 e 90
Sexo : Masculino País : Brasil
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por WC140 em Qua 26 Mar 2008 - 18:59



Acho estranho ao vistar uma revenda de 0km Mercedes encontrar vários Classe B e praticamente nenhum Classe A W169.

Quanto o quesito cores, além da precaução da revenda em desovar estoques, acho que o consumidor brasileiro compra carro já pensando na revenda, e essas cores são sim as que garantem mais liquidez no nosso mercado.

Abraços

Fernando

WC140
Desativado - Registro desatualizado

Número de mensagens : 323
Data de inscrição : 05/03/2008
Interesses : MB
Sexo : Masculino País : Brasil
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por MBWagen em Qua 26 Mar 2008 - 19:06



Vale lembrar que a M-B do Brasil tem um problema tributário na hora da precificação.

Esclareço...

Os Classe A e B têm o motor com cilindrada ligeiramente superior a 2.000 cc (2.034 se não estou enganado) o que os coloca na alíquota mais alta de IPI. Já o C 200 usa o 1.8 com compressor e fica na alíquota intermediária (entre 1.000 cc e 2.000 cc). Só não sei dizer de cabeça as alíquotas.

Bem ou mal isso atrapalha, principalmente no caso de B 200 x C 200 Kompressor.

Um abraço,


Guilherme
avatar
MBWagen
Usuário Bronze
Usuário Bronze

Número de mensagens : 168
Data de inscrição : 07/11/2007
Interesses : Mercedes-Benz & Bentley (pre-VW)
Sexo : Masculino País : França
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Hiro em Qua 26 Mar 2008 - 19:37



No caso do Classe B, digo a mesma coisa que disse para um amigo quando o mesmo chegou pra mim venerando a BMW 120i.

- Paga-se preço de carro inteiro e leva-se 3/4 de carro...

E concordo com tudo que foi dito anteriormente, a relação custo x benefício é péssima. Geralmente quem tem dinheiro pra comprar um Classe B 0km, prefere pagar um pouco a mais e comprar uma Classe C.

_________________
Abraço,

Hiro

Hiro
Moderador
Moderador

Número de mensagens : 2641
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : Carros
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad em Qua 26 Mar 2008 - 19:47



Também um fator a ser considerado, já que o C200K (motor 1.8 na verdade) com quase a mesma potencia do C200 está numa aliquota de IPI de 13% contra 25% da versao B200 (com cilindrada maior). Sao 12% de preço ou mais ou menos 13 mil reais, o que ajuda o mal posicionamento.

Agora nao se ve Classe A, pois o W168 com o pessimo pós venda provido em conjunto com exorbitantes preços de manutencao aliado a obrigatoriadade da necessidade de uso do teorico Stardiagnose para manter seu W168 em ordem, obrigava o dono do W168 a pagar manutencao de autorizada para um produto que nao permitia isso, alem do fato W168 ter ficado marcado pelo teste do cabrito e mais, ter virado um cabrito pula pula e nao agradado a todos que o possuiam. Resumo: micou o mercado como um carro usado a preço de gol, manutencao de mercedes, oferendo beneficios de astra e complicado como um Alfa para arrumar. O W169, na America Latina, ja nasceu morto. No lançamento cometeu-se o pior dos erros: ao inves de subsidia-lo, enfiaram aquele preço ridiculo, que o colocava 2000 reais mais barato que o VW Passat, que vende muito mais e oferece mais. Talvez nao ofereca a possibilidade de instalacao de bancos de pelego, mas de resto o VW Passat é gualharda e frondosamente melhor do que o Classe A W169 como conjunto de carro, pois cá entre nos seria o mesmo que comparar um Classe A com um Classe E!!! Um sacrilegio digno de excomungo!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad 1 em Qua 26 Mar 2008 - 20:41



Amigos

Com certeza os A e B não são carros para o Brasil, pelo menos custando o que custam hj. Na Europa é outra coisa, em países onde Classe E é táxi eles são "quase populares" e com certeza o custo de manutenção é proporcional à categoria dos carros. Nisso o John tem razão, micou aqui por culpa da disparidade entre preço de compra e custo de manutenção.

Já as coupés sempre venderão menos, ainda mais sendo Mercedes. Isso porquê o cara que compra um carro desses só compra pelo prazer de ter um. Algum de vcs já tentou sentar no banco de trás da C140? Nem tente, ou então deixe as pernas do lado de fora. Um carro de mais de 5m para 2 pessoas? Tem que ter muito desprendimento...

Poucos no Brasil vão enfiar R$ 60, 70 mil num carro médio onde não dá para levar a família, basta ver as opçòes de coupés nacionais: tem o..., tem o...

E se ao invés de 60-70 mil reais forem 100-200 mil doletas, então é para quem realmente pode. Não adianta, para ter uma gama de modelos legal tem que ter mercado que absorva isso. Como não tem, os poucos que aparecem são importados e com o preço lá em cima. Um dos melhores exemplos foi aquela série do Polo 2 portas que veio da Espanha e custava 90 mil, ridículo.

É por isso que encalha A3, BMW 120i, Sportcoupe: já que é para comprar Audi, BM ou Mercedes, então que seja o maior, mais ostensivo e "humilhador de cunhados" possível.

Abraço!

Convidad 1
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 7918
Data de inscrição : 22/10/2007
Interesses : Outros
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Hiro em Qua 26 Mar 2008 - 21:39



Ulysses V8 Benz escreveu:Já as coupés sempre venderão menos, ainda mais sendo Mercedes. Isso porquê o cara que compra um carro desses só compra pelo prazer de ter um. Algum de vcs já tentou sentar no banco de trás da C140? Nem tente, ou então deixe as pernas do lado de fora. Um carro de mais de 5m para 2 pessoas? Tem que ter muito desprendimento...

Uly,

Com vc dirigindo até um anão desnutrido vai apertado no banco de trás da C140...hehehehe

Eu já andei no banco de trás de C140, C126 e C124 numa boa, mas tbm eu sou "compacto"...

_________________
Abraço,

Hiro

Hiro
Moderador
Moderador

Número de mensagens : 2641
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : Carros
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad 1 em Qua 26 Mar 2008 - 22:27



Hirinho (ou seria Peixinho? Twisted Evil )

vc e eu de fato não somos bons exemplos hehehe.... Mas falando sério, a SEC tinha mais espaço. Na 140, para caber alguém "normal" atrás só se colocar o banco dianteiro lá na frente.

Lembra daquele dia que nós andamos naquela preta da Mercescar? O Carlos tava todo espremido no banco da frente para poder caber vc hehehe....

Abraço!

Convidad 1
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 7918
Data de inscrição : 22/10/2007
Interesses : Outros
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por rom em Qui 27 Mar 2008 - 0:56



Como completo leigo que sou, eu diria que a MB arrumou um jeito de estar no Brasil sem grandes esforços. Os Classes A e B são feitos de qualquer maneira na Alemanha, a fábrica de Juiz de Fora finalmente tem uma função, o Classe C vem batendo recordes de emplacamento - todos os modelos importados já vêm com uma margem muito mais interessante para a montadora. Quer dizer, o resto é lucro. Se bobear, deve existir alguma regra governamental que diz que a montadora, para atuar no Brasil, deve ter uma gama mínima de produtos à venda e, se for isso mesmo, é óbvio que a MB joga com o regulamento embaixo do braço.

Seja como for, alguma coisa lógica deve justificar a oferta de Classe B no mercado, já que, a exemplo do W169, se não vendesse nada mesmo (como o A atual não vende), só por encomenda e olhe lá. Milagre não deve haver.

Agora, verdade seja dita: o Classe B tem qualidades que poucas pessoas conseguem reconhecer. Um exemplo: espaço interno semelhante a de um Classe S. Ou algum grandalhão se aventura a andar nos bancos de trás do Classe C? Fora a qualidade de construção semelhante à dos sedãs e infinitamente superior à do W168 (coisa que o W169 também tem), e os mimos de sempre.

Mas é óbvio que, em matéria de preço, ambos estão claramente deslocados em relação ao mercado para os quais foram projetados - a Europa seria um espelho muito mais fiel. Então, eu volto à minha impressão inicial - por quê importá-los? Para a MB, deve ser uma pergunta do tipo: por quê não? Enquanto tiver gato-pingado comprando, perdendo dinheiro eles não estão. Quando estiverem, certamente param.
avatar
rom
Usuário Ouro
Usuário Ouro

Número de mensagens : 632
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : Mercedes Benz
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad em Qui 27 Mar 2008 - 1:39



Classe A e B OKM no Brasil é carro de Patricinha.Esses carros na Europa, são opções reais por serem um pouco mais caros em relação as marcas ditas populares no mesmo segmento. No Brasil, são muito mais caros e todo mundo sabe disso. São super simbolos de status, sucesso financeiro e por aí vai. Não existe regra absoluta, mas dúvido que existam muitos chefes de familias comprando esses carros. Acho um erro comparar ele com Classe C, público típico MB, Homem de 40 anos e por aí vai. É um brinquedo caro que dá um super status para uma garota de 20 e poucos anos. Quer mais do que ir para a faculade montado num Classe B 2008? Não é muito diferente do publico do PT Cruiser, do New Beetle. O objetivo é o mesmo, o que muda é a quantidade de zeros na conta do pai ou do marido. O classe B, poderia até ser um carro super eficiente, mas não a esse preço.
Dúvido que quem compra esse carro, faça uma análise de custoxbenefício.
Agora se a MB está fazendo a política correta, se existe volume de venda que justifique o investimento, eu não sei, mas tenho certeza que várias grandes empresas, cometem tremendas burrices e as vezes até insistem.

John, quanto as cores, me permita uma observação: Tenho certeza que a MB importa somente carros pretos ou pratas em razão de uma economia de escala. De uma olhada no mbusa.com e vc verá que existem mais de 10 opções de cores para cada modelo. Vai tentar vender carro só prata ou preto nos EUA para ver o sucesso que o cara vai fazer. O Brasil é terceiro mundo......

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por ATS em Qui 27 Mar 2008 - 8:45



Bom,

Mas um PT Cruiser sai a partir de R$68.900 e um New Beetle completo sai por mais ou menos isso...claro que não são Mercedes, mas obviamente já estão com uma boa margem de lucro...
Ou seja, pelo preço de Classe B compra-se praticamente os dois acima...

Eu só vejo Classe B rodando porque a concessionária fica no meu caminho de caminhadas... Twisted Evil

Se o A atual custasse o mesmo que um PT Cruiser e o B uns R$100 mil, ainda assim, pensaria muito antes de comprar...


*Ontem conversei sobre isso com meu irmão e ele disse: "Classe B é carro de esposa de quem já tem Mercedes!"... Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
avatar
ATS
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 2424
Data de inscrição : 22/10/2007
Interesses : Mercedes antigas, BMW auto und motorrad, carros e motos antigas, scooters, bicicletas...
Sexo : Masculino Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad em Qui 27 Mar 2008 - 17:56



Joao,

Passats TS e Chevettes a parte, eu concordo plenamente que varias empresas cometem burrices e mais, burrices extra caras.

Rodrigo,

A mercedes, como possui linha de producao no pais, é beneficiada tributariamente pelos mesmos incentivos que a Ford, Fiat, GM e VW possuem, entao nao consigo entender porque um Classe B, que na Europa custa menos que um Passat 2.0 ou que um Obrega..perdao..Omega australiano custa e mesmo assim chega quase no mesmo preço!!!!!!!

Outro ponto a ser considerado e que muitos nao entendem o porque de alguns modelos serem caros é a infraestrutura associada. Se voce comercializa um modelo no pais, nao é somente coloca-lo a venda e pronto!!! Se o modelo é oficialmente importado, o mesmo precisa possuir estoque de peças, precisa passar pela nacionalizacao ante ANFAVEA E FENABRAVE e DETRANS E CIRETRANS, a importadora precisa ter pessoal treinado, precisa garantir manutencao e peças por mais de 05 anos...enfim um monte de custos que o comprador da nova iguaria nao se importa até a esposa dele, que nao é exatamente uma bastia de direcao, enfiar o carro na lateral do shopping iguatemi e ele precisar trocar o paralama. Tudo isso custa e é chamada de infraestrutura. As vezes nao é econonomicamente viavel ante os custos de infra necessarios para comercializar o bem. Para isso eles deixam a importacao a cargo das Forrest Trades e importadores independentes, que ai sim, somente vendem o carro para voce. Se voce precisar trocar alguma peça do seu recem comprado Aston Martin, Hummer ou Daihatsu ou Mazda, dai´é contigo e com a dona sorte....

Voltando ao Classe B e ao espaço interno semelhante ao de classe S.....de onde voce tirou isso?!!!! :) Deixe-me advinhar?: Voce é o responsavel pela campanha publicitaria da Hyundai onde o Azera é mais espacoco que o BMW serie 7?!!! Voce estudou na escola do video onde a Ford nos anos 70 compara seu Ford com a W116? NSI...:)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Felipones em Sex 28 Mar 2008 - 14:58



John, este custo de infraestrutura que vc menciona não estaria embutido no custo da manutenção ao invés do preço do carro?
avatar
Felipones
Usuário Prata
Usuário Prata

Número de mensagens : 491
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : Carros europeus das décadas de 70, 80 e 90
Sexo : Masculino País : Brasil
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por thiagohp em Qua 14 Jan 2009 - 19:06



Um modelo seminovo por 75 mil, 06/07, 14 mil km, seria uma boa pedida? Vi um na concessionária onde comprei minha A.

thiagohp
Usuário Prata
Usuário Prata

Número de mensagens : 384
Data de inscrição : 01/01/2009
Interesses : Mercedes-Benz
Sexo : Masculino País : Brasil
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Andre Buss em Qua 14 Jan 2009 - 19:51



Com certeza é uma boa, mas lembrando que tem que fazer revisão e é mais caro que o W168.
avatar
Andre Buss
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 5697
Data de inscrição : 26/11/2007
Interesses : Mercedes-Benz
Sexo : Masculino País : Estados Unidos
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Convidad 4 em Qui 15 Jan 2009 - 8:54



75mil??? Caramba, tá bom demais, o mais barato que eu tinha visto estava 80mil reais. Só precisa andar nele, eu acho que deve ser meio fraco sem o turbo, palavras de um confrade nosso que possui um aspirado.

Convidad 4
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 8341
Data de inscrição : 19/10/2007
Interesses : MB's décadas de 70,80 e 90
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Gaby Iskandar em Sab 28 Fev 2009 - 18:42



é..
avatar
Gaby Iskandar
Cadastro desatualizado pendente regularização

Número de mensagens : 832
Data de inscrição : 11/08/2008
Interesses : automoveis
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Goiás
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Analise de Mercado do Classe B no Brasil

Mensagem por Conteúdo patrocinado




Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum