Os falsos “técnicos”

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os falsos “técnicos”

Mensagem por Lbeims em Sex 23 Maio 2014 - 19:28

O artigo abaixo trata dos falsos técnicos de informática (minha área), mas o que isso tem a ver com carros, principalmente com Mercedes? Para mim tudo, basta trocar a palavra "técnico" por "mecânico".

Então, muito cuidado na hora de entregar a sua estrelas na mão de qualquer curioso, que na dúvida que ele não quer admitir, faz você comprar uma peça cara e desnecessária.

Por Flávio Mergulhão*
Aconteceu de novo: um cliente estava com problemas em um notebook, que não acessava a rede cabeada. O prestador que se dizia “técnico” em informática arriscou o diagnóstico: problemas na placa mãe. Para resolver, o sugeriu a troca da placa, que ficaria em aproximadamente R$ 500,00 ou a compra de um notebook novo, algo em torno de R$ 1.500,00. 
Quando um técnico de verdade pediu para avaliar o note, descobriu que o conector do cabo de rede estava levemente amassado. Com um clips de papel e cinco minutos depois, ele foi desentortado e o notebook voltou a funcionar.
 
Esse tipo de “diagnóstico” é mais comum do que se pensa. Principalmente porque os que se dizem “técnicos”, muitas vezes estão fazendo “bico” e não entendem muito mais do que o usuário. Para resolver problemas em informática, o técnico deve entender os conceitos de hardware, rede e sistemas operacionais. 
Acontece que quando o técnico absorve esses conhecimentos, as médias e grandes empresas acabam por contratá-lo. Isso faz com que as pequenas e médias fiquem sempre a mercê de um mercado marginal, quase que dependentes desses “técnicos”.

É muito comum os que se dizem “técnicos” ao se depararem com um problema, sugerirem a compra de um equipamento novo ao invés de investigar o que realmente aconteceu. Por que? Porque assim dá menos trabalho e eu “resolvo” o problema do cliente sem precisar pensar. E quem paga o pato, ou melhor o reparo? Nós, os brasileiros já acostumados a pagar as contas da “falta de vontade” dos prestadores de serviços.
 
Tome cuidado ao contratar um suporte por R$ 50,00 ou R$ 100,00 de um prestador “que se diz técnico” ao invés de contratar uma consultoria. Você pode estar achando que está fazendo um bom negócio. Tenha certeza que se o negócio é bom para você, é melhor ainda para esse “técnico”, pois a falta de conhecimento dele, o levará a gastar muito mais... 
Existe solução? Sim, existe! Ao contratar, verifique o conhecimento técnico do prestador de serviços, avaliando suas experiências anteriores, formação e cursos realizados. Fuja daqueles que tem experiência doméstica ou dos que tem conhecimentos limitados, como por exemplo conhece hardware, mas não conhece redes. Ainda existem empresas sérias que trabalham alinhadas com o cliente, fazendo com que a informática passe de um “custo” para um “investimento”. Felizmente!

*Flávio Mergulhão é formado em administração de empresas com ênfase em análise de sistema e especialista na área de tecnologia. Trabalhou na Microsoft e em diversas empresas, criando, implementando e gerenciando TI. Ele é um apaixonado pela tecnologia e empreendedorismo, por isso mantém seu foco e experiência para ajudar as PMEs carentes de gestão de TI de nível profissional.

Matéria completa: http://canaltech.com.br/dica/profissional-de-ti/Os-falsos-tecnicos-de-informatica/#ixzz32a2BoOxe 

Lbeims
Moderador
Moderador

Número de mensagens : 1179
Data de inscrição : 11/03/2012
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os falsos “técnicos”

Mensagem por A.Carneiro em Sex 23 Maio 2014 - 20:38


Por isto que só cobro para terem o ar da minha presença!!!!!

Por exemplo, cara o Krycek já está conseguindo ficar só nas pontinhas do Pé  affraid Nasceu bailarino...


Eu também sou consultor de tecnologia em Datacenters....

Abs.

A.Carneiro
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 3026
Data de inscrição : 12/05/2010
Sexo : Feminino País : Brasil
Estado : Mato Grosso

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os falsos “técnicos”

Mensagem por Reuthmann em Seg 26 Maio 2014 - 15:42

Tem muito destes "Técnicos" dentro de CCS, ao entrar seu carro já esta condenado a trocar tudo o que puder ser trocado, a quatro anos o Fantástico em seus bons tempos, fez reportagem semelhante para apontar a honestidade e idoneidade dos "técnicos", uma das provas eram com um carro, desconectaram um cabo do sistema de injeção que ocasionava problemas com o carro, em uma oficina condenaram a flauta e os bicos custo lá em cima, na outra aplicaram o sistema de varredura e descobriram o cabo, ligaram e avisaram ao cliente que o custo era zero, e isso realmente é em todos os segmentos, abs.

Reuthmann
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 1327
Data de inscrição : 28/11/2007
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os falsos “técnicos”

Mensagem por Rafael M. em Ter 27 Maio 2014 - 11:22

Também trabalho com TI e quantas e quantas vezes já chegaram equipamentos condenados na minha mão, que com calma e atenção coloquei pra funcionar e sem trocar peça alguma... Uma vez uma equipe técnica inteira de um desenvolvedor estava em volta de um servidor "blade" novinho cujo instalador do sistema não detectava os HD's... Ligaram pros desenvolvedores do sistema, mexiam em tudo quanto é configuração da BIOS e lá se ia quase duas horas e todos falando em mandar o servidor de volta pra HP e com isso um belo atraso na implementação... Quando fui ver, era o cabo da placa controladora que estava apenas encostado no conector, e não encaixado e preso...

Já vi casos de gente que o carro estava com a luz de óleo acesa, trocaram a bomba e nada. Aí falaram para "fazer o motor" e quando pronto, ao ligar... Luzinha acesa novamente! Era o sensor de pressão de óleo danificado...

Mas é preciso reconhecer que certos diagnósticos são muito complicados de serem feitos, por envolverem vários outros fatores e tempo. Mas isso não justifica o dito "profissional" já chegar de cara condenando várias peças. Por mais experiência que se tenha, nunca se deve chegar e falar "é isso!" sem uma análise apurada. Não sei se é medo de parecer amador ou arrogância, mas já vi muita gente agir assim e quebrar a cara ou o cliente (na maioria das vezes é o último)

Por isso que eu falo que nunca devemos lidar com equipamentos os quais não tenhamos noção mínima de como funcionam, pois o risco de ser passado para trás e/ou ficar na mão por conta de um detalhe é grande.

E mesmo quando temos um vasto conhecimento, é preciso humildade para nunca menosprezar um diagnóstico, ideia ou pitaco, por mais absurda que possa parecer. As vezes a solução é tão simples e tão "na cara" que não vemos.

===

Isso me fez lembrar de uma história contada na faculdade, mais ou menos assim: Um fabricante de creme dental aqui no Brasil estava aumentando a automatização de sua linha de produção, mas aconteceram muitas reclamações da bisnaga chegar vazia (ou quase isso) na casa dos clientes, gerando muita dor de cabeça pro SAC e etc. Depois de muito quebrar cabeça, investiram uma pequena fortuna num sistema que analisava cada pasta antes de ir para a caixinha, e ao detectar que estava fora do padrão de peso, um braço mecânico pegava e levava a bisnaga de volta à parte de enchimento. Alguns meses depois, orgulhosos de terem solvido o problema, foram levar a diretora para ver a máquina e a mesma se encontrava desligada.

-"Mas como assim ela não está funcionando?!", peguntou um dos diretores a um funcionário da linha de produção.

-"Ah, seu diretor, essa máquina é muito difícil de mexer e toda hora dava problema, aí nós fizemos uma vaquinha e compramos um ventilador, que sopra os vazios para aquela caixa de papelão ali pra depois colocarmos de volta na parte de enchimento."

...

Se é verdade ou não, não sei. Mas não duvido nada...

Rafael M.
Moderador
Moderador

Número de mensagens : 582
Data de inscrição : 23/07/2012
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Minas Gerais

http://www.autozine.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os falsos “técnicos”

Mensagem por A.Carneiro em Qua 28 Maio 2014 - 8:50


A tecnologia as vezes escondes falhas simples que causam grandes problemas, em já tive um modulo do cambio da Audi multitronic queimado... recentemente vi uma materia em que eles descobriram e não sabem ainda motivo, em circunstancias de muito calor, ocorre uma estática elétrica e causa a queima do módulo....penso que seja por causa do deslizamento do CVT.

A técnica do ventilador é comum nas linhas de produção....

A.Carneiro
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 3026
Data de inscrição : 12/05/2010
Sexo : Feminino País : Brasil
Estado : Mato Grosso

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os falsos “técnicos”

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:25


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum