Avaliação: Mercedes-Benz C200 Avantgarde é luxo com boa dose de esportividade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Avaliação: Mercedes-Benz C200 Avantgarde é luxo com boa dose de esportividade

Mensagem por Krycek em Seg 16 Nov 2015 - 19:45

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

O Mercedes-Benz C200 Avantgarde é a quarta opção em ordem crescente de preço na gama do Classe C no Brasil, que começa em R$ 119.900 na C180, passando pelas versões C180 Exclusive e Sport, ambas por R$ 142.900 e finalmente alcançando os R$ 159.900 da versão avaliada pelo NA.

Ao contrário das anteriores, o Mercedes C200 tem motor 2.0 Turbo com 184 cv, mas preserva o mesmo ar de elegância e luxo sem indicar que tem uma performance muito melhor e até certa medida, bastante esportiva.


Ele já vem bem completo e traz um nível de conforto exemplar, embora seu espaço interior ainda não seja exatamente tão amplo quanto o esperado, mesmo com seus 2,84 m de entre-eixos.

O ambiente sofisticado é um retrato 3×4 daquele visto no Classe S. Aliás, esse é o objetivo da Mercedes, reforçando o Classe C como uma opção elegante para quem não pode ter um carro muito maior e mais caro.


Por fora…

Discreto, apesar da estrela de três pontas em um automóvel não passar despercebida, o C200 Avantgarde não apresenta um visual que o faça chamar muita atenção, especialmente em relação às rodas, que parecem ter pelo menos uns 20 anos de estilo. Mas não se engane, é um Mercedes e isso fará diferença no meio do trânsito, mesmo que não queira.

Os faróis com projetores de LED e LEDs diurnos, mesmo para os repetidores de direção, são sofisticados e aproximam o Classe C de seu irmão muito maior. A grade com quatro frisos cromados tem um aspecto até esportivo, assim como o para-choque com spoilers e frisos cromados. Essas são referências do que ele pode fazer durante a condução, mas o restante é sóbrio e luxuoso.


Há frisos cromados nas laterais e no para-choque traseiro, bem como adornos cromados na base do protetor e envolvendo as janelas, devidamente escurecidas na unidade de avaliação. Os retrovisores possuem detalhes de mesma tonalidade, desembaçador dos espelhos, repetidores de direção com luz de solo e rebatimento elétrico. As lanternas em LED são sofisticadas e a tampa do porta-malas abriga um friso cromado. O teto solar tem tamanho padrão.


Por dentro…

No interior, o Mercedes Classe C mostra porque tem um grau de parentesco muito maior com o Classe S. Ao abrir as portas, notamos de imediato os suntuosos comandos de ajuste elétrico do assento do condutor. Eles permitem regular até o apoio de cabeça e têm três memórias.

O acabamento em alumínio nas portas e painel chama atenção, contrastando com o ambiente em cor preta. Há muitos cromados e detalhes em couro, tendo como destaque o volante multifuncional com coluna de direção ajustável eletricamente e integrada à memória do assento.

O quadro de instrumentos não encanta como nos Classes A, B, CLA e GLA, não tendo fundo branco e mantendo um visual mais simples, porém, eficiente em sua proposta. Devemos lembrar que o Classe C é para um perfil de consumidor que não se deslumbra facilmente com um visual mais jovial, como é a proposta dos Mercedes MFA.


O console é largo e revestimento em acabamento preto brilhante, que também recobre a parte central do painel, cujos três difusores de ar cromados chama atenção. A tela fixa de 7 polegadas da multimídia não é sensível ao toque e também não agrada a todos, mas cumpre seu papel. Parte das informações são reproduzidas no display TFT do cluster.

A alavanca da transmissão fica tradicionalmente na coluna de direção, enquanto em seu lugar no console há um comando multifuncional para navegação na multimídia e demais funções do veículo. O Classe C tem ainda comandos físicos para climatização, mídia, áudio, modos de condução, Start&Stop, ativação de tela e sensores de estacionamento.

O Novo Classe C possui um assistente de estacionamento equivalente ao Park Assist, mas não há um comando físico para ele, que detecta vagas paralelas ou perpendiculares, executando a manobra de forma automática. A multimídia apresenta diversas funções, inclusive animações dos modos de condução e climatização.


Apesar do assento do condutor ter três memórias e ajuste elétrico inclusive da coluna de direção, assim como lombar, prolongador do assento e de apoio de cabeça, ele não é o único. Mesmo sem os comandos posicionados na porta, o banco do passageiro dianteiro tem ajuste elétrico de altura, distância e encosto, mas posicionados em botões no assento.

Entre os bancos dianteiros, um vistoso apoio de braço bipartido dá acesso ao porta-objetos central. Na parte traseira, o espaço é mediano e há dois difusores de ar. O banco é fixo e não pode ser rebatido, assim como não há apoio de braço central. No teto, luzes de leitura em LED amarelo, bem como teto solar elétrico e acabamento escurecido. O porta-malas tem 480 litros e um reparador de pneus, lembrando que os pneus são Run Flat.


Por ruas e estradas…
O Mercedes-Benz C200 Avantgarde apresenta um desempenho muito bom, mas ainda mais apimentado em um dos modos de condução, transformando-o em um esportivo acima de média. O motor 2.0 Turbo é o mesmo do Novo Vito, só que abastecido apenas com gasolina. A versão Flex fica para 2016, provavelmente no modelo nacional.

O propulsor da Daimler entrega 184 cv a 5.500 rpm e 30,6 kgfm a partir de 1.200 rpm. Ou seja, tem torque abundante pouco acima da marcha lenta. Ele responde prontamente na maioria das situações, isto porque existe o modo Eco, que o deixa bem manso. Em uso normal, a força está sempre disponível e as acelerações, vigorosas. As retomadas também são excelentes para o pacote apresentado.

Rodando a 110 km/h, a rotação fica em 1.900 rpm e em sétima marcha, garantindo conforto ao dirigir e economia. Nesse aspecto, a tecnologia de injeção direta com turbo, mais uma vez prova que os motores aspirados estão de fato fadados ao fim no futuro.


Conseguimos 17,5 km/litro a 110 km/h na estrada. Na cidade, obtivemos 9,3 km/litro. Para isso, nos dois casos, usamos o modo Eco. Com 66 litros no tanque, teoricamente o Classe C rodaria quase 1.200 km em estrada. O nível de ruído a bordo é exemplar e a suspensão tem um ajuste mais alemão, não sendo adequado para asfalto ruim, ruas com buracos, terra, bloquetes ou paralelepípedos.

Mas o C200 Avantgarde é também o melhor de dois mundos não só nesse aspecto, mas também no que diz respeito à condução esportiva. Ele já seria um ótimo sedã 2.0 Turbo até o modo Sport, sendo que ele ainda apresenta as opções Eco, Comfort e Individual. Mas há mais uma opção, o modo Sport+. É aí que a coisa muda de figura.

No modo Sport+, o C200 surpreende. Essa opção altera vários parâmetros de funcionamento do veículo, indo muito além do que o Sport geralmente faz. Imediatamente, a suspensão se enrijece, sendo mais notada a dureza na parte traseira. A direção elétrica fica muito direta, assim como em um modelo da AMG.


As respostas do motor e da transmissão automática 7G-Tronic de sete marchas são feitas em um tempo muito menor, garantindo um extra no comportamento normalmente apresentado. O giro facilmente atinge 6.000 rpm e a faixa vermelha sempre aparece no horizonte do ponteiro.

As trocas de marcha são imediatas e as retomadas dignas de um verdadeiro esportivo, transformando o C200 de um executivo bem comportado em um bólido esperando um track day.


Os freios – que já são muito bons em condição normal – ficam mais eficientes nesse modo, enquanto os controles de tração e estabilidade, além do diferencial, tornam a condução muito mais divertida.

Mesmo com rodas aro 17 e pneus 225/45 R17, dá para brincar muito com o C200, embora com alguma moderação por conta disso. No modo Individual, é possível ajustar direção e motor, criando uma configuração mais pessoal.


Por você…
O pacote de equipamentos é muito generoso e se destaca pela multimídia com reprodução de DVD, Bluetooth, câmera de ré, internet, entre outros. Ar condicionado dual zone, estacionamento automático, conjunto ótico completamente em LED, modos de condução, acabamento em couro preto, detalhes em alumínio e preto brilhante, ajuste elétrico total do banco do motorista, coluna de direção elétrica, sistema de áudio premium, entre outros.


O preço de R$ 159.900 está na média do segmento e o custo de manutenção até 60.000 km gira em torno de R$ 3.300. No geral, o Mercedes C200 Avantgarde apresenta mais em condução e performance que o aparentemente prometido. É como ter o melhor de dois mundos duas vezes: Conforto e economia + performance e esportividade.

Surpreende positivamente nesses e em outros casos, tendo ainda o já conhecido acabamento primoroso e uma impressão de luxo superior, que o torna uma das referências do segmento premium. Vale a pena? Com certeza.

Medidas e números…
Ficha Técnica do Mercedes-Benz C200 Avantgarde
Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha, turbocompressor, injeção direta e Start&Stop
Cilindrada – 1991 cm³
Potência – 184 cv a 5.500 rpm
Torque – 30,6 kgfm entre 1.200 e 4.000 rpm
Transmissão – Automatizada 7G-DCT de sete marchas com funções Sport e ECO, mudanças manuais sequenciais através de paddle shifts

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 7,3 segundos
Velocidade máxima – 235 km/h
Rotação a 110 km/h – 1.900 rpm
Consumo rodoviário – 17,5 km/litro
Consumo urbano – 9,3 km/litro

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink.
Elétrica

Freios
Discos nas quatro rodas com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 17 com pneus 225/45 R17

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.686 mm
Largura – 1.810 mm
Altura – 1.442 mm
Entre-eixos – 2.840 mm
Peso em ordem de marcha – 1.465 kg
Tanque – 66 litros
Porta-malas – 480 litros
Preço – R$ 159.900

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Krycek
Moderador
Moderador

Número de mensagens : 8086
Data de inscrição : 13/07/2008
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Avaliação: Mercedes-Benz C200 Avantgarde é luxo com boa dose de esportividade

Mensagem por Reuthmann em Seg 16 Nov 2015 - 20:04

O que continua destoando nos modelos MB, é a tela do controle de multimídia que continua destoando no painel, a solução adotada pelos concorrentes BMW e Audi e a tela retrátil, é mais usual, agradável e deixa o painel limpo, abs.

Reuthmann
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 1327
Data de inscrição : 28/11/2007
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Avaliação: Mercedes-Benz C200 Avantgarde é luxo com boa dose de esportividade

Mensagem por Apilon em Seg 16 Nov 2015 - 20:31

Concordo com o Reuthmann, essa tela destoa demais...

Para ajudar essa central faz a gente sentir saudades do I Drive da BMW, que por incrível que pareça, é bem mais intuitivo para usar.

Apilon
Usuário Prata
Usuário Prata

Número de mensagens : 285
Data de inscrição : 01/11/2013
Sexo : Masculino País : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Avaliação: Mercedes-Benz C200 Avantgarde é luxo com boa dose de esportividade

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:42


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum