W203 pouco rodada - itens para ter atenção

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

W203 pouco rodada - itens para ter atenção

Mensagem por Rafael Possatto Gaigher em Sab 1 Set 2018 - 21:51



Confrades, 

A pouco tempo fiz negócio e acabei me desfazendo da minha C180k 2006, depois de quase 4 anos e cerca de 80.000 km rodados.

Alguns meses depois, não superei a falta e estou de volta a procura de uma W203 pra ter como veículo de passeio, só que agora uma com motor mais forte que a C180k.

Nas minhas buscas, encontrei uma C320 pouquíssimo rodada, apenas 25.000km ... Em conversa com o proprietário, explicou que o veículo ficou anos praticamente parado. 

O fato de ter rodado pouco me parece bom para alguns itens, mas surgiu a dúvida em relação ao quanto este tempo parado poderia impactar de forma negativa em outros (motor, sistema de arrefecimento, bomba de combustível, amortecedores, etc)

Na opinião de vcs, faz mais sentido pegar um carro pouquíssimo rodado e que ficou parado ou um carro com um km não tão alto, porém que estava regularmente circulando e sendo revisado?

Abraços a todos
avatar
Rafael Possatto Gaigher
Usuário Bronze
Usuário Bronze

Número de mensagens : 86
Data de inscrição : 29/10/2017
Interesses : Mecanica
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Espírito Santo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: W203 pouco rodada - itens para ter atenção

Mensagem por Antônio Elias em Dom 2 Set 2018 - 14:05



Qual ano dessa C320 para sabermos se é fase I ou II e tempo médio sem funcionar motor?

C320 e C240 parados excessivamente por muitos anos em se tratando de fase I não é bom sinal por que o consumo elétrico dos módulos Bosch são mais elevados que o Siemens da II e linha Can até 2004 não é bom ficar desenergizada, costuma voltar com falhas e a maioria dos casos só resolve com resets limpesa de memória e reprogramação no Star Diagnózis, as anomalias relacionadas a baixa tensão se espalham por todos os sistemas principalmente Ecu e funcionamento tempo injeção abertura do corpo borboletas. 

Me preocupa nestes casos a média de intervalo de funcionamento do motor e saber se os componentes de ignição estão em bom estado, as 12 velas de platina por exemplo, motores que funcionam pouco só para esquentar sem rodar e sem atingir a temperatura de serviço precisa ter atenção redobrada, pois é justamente nestes aquecimentos temporários quando o motor ainda está frio que mais acontece problemas com borra, carbonização e etc, motores que funcionam pouco o sistema de bomba secundária de ar injeção precisa estar operante e o próprio motor funcionando sem falhas para prevenir problemas. 

Na parte de arrefecimento dependendo dos intervalos de tempo parados, no mínimo acho que precisa existir uma comprovação real se possível até mesmo através de nota fiscal - principalmente carros que os donos colocam à venda através de lojistas - demonstrando que o fluído foi trocado de forma antecipada, eu consideraria típica situação de manutenção especial com tempos reduzidos já que a Km nesse caso não conta para programação da manutenção, arrefecimento de 3 no máximo para uns 2 anos para trocar a mistura do fluído,  fazer uma boa limpeza no vaso de expansão e se formou "barro" no radiador checar se interferiu na válvula termostástica e mangotes, o fluído higroscópico dos freios do previsto no assyst a cada 2 anos no máximo estourar anualmente para conservar o sistema íntegro.

Sistema elétrico nestes casos que roda pouco é inevitável descarregar bateria por causa do consumo mais elevado o que leva as constantes descargas profundas, então muita atenção se fizeram enxertos e causaram danos em algum módulo.

Checar com muita atenção também o funcionamento da memória de posição do bancos frontais, principalmente lado do passageiro que costuma dar pane, resolve-se com a troca do módulo por outro de PN atualizado e o problema não volta, mas infelizmente muitos donos consideram que não vale a pena o gasto e isolam a parte de memória com uma adaptação ensinada em vários fóruns americanos feita no chicote na entrada do módulo, resolve a corrente em vazio mas na perda de função a linha Can fica interrompida gerando anomalias acumuladas. 

Já o sistema de alimentação envolvendo bomba de combustível, bóia e os sensores de nível com filtro dentro do tanque, os bicos injetores e etc acho que depende saber quanto tempo realmente o motor ficou sem funcionar e que tipo combustível estava no tanque, gasolina pódium não deteriora com menos 6 meses mas já uma gasolina comum sem aditivo perde a validade com menos de 4 meses e com 3 já começa formar goma e entope tudo por dentro onde envelheceu parada, tem que ter muita atenção nestes casos com borras internas, checar bem se obedeceu com rigor os períodos antecipados de troca de óleo, os pneus olharia se chegaram deformar algum, outro detalhe é o fluído da caixa automática a duração dele é 4 anos, ver se foi trocado também, sinceramente optaria por um carro que não tenha ficado muito parado, carros modernos com eletrônica embarcada com elevado número de módulos e centrais como uma C320 não se pode ter a mesma visão que se tem no dia-a-dia com MBs de coleção mais antigas com sistemas analógicos e memórias residuais, diria que a Km muito baixa numa C320 se não for indício de adulteração de Km com certeza nem sempre é sinal de qualidade.   

C320 e C240 bem como outras versões com pacote rechecado de eletrônica embarcada se deve prevenir fuga de corrente pré-existente e, para evitar surpresas, aconselhável antes de fechar negócio medir o consumo elétrico em stand by com um alicate amperímetro eletrônico DC, infalível.

C320 inteira e bem manutenida é uma máquina excepcional!!!

Abraços,

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Antônio Elias
Moderador
Moderador

Número de mensagens : 14433
Data de inscrição : 24/07/2010
Interesses : Mercedes !!!
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Minas Gerais
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: W203 pouco rodada - itens para ter atenção

Mensagem por Rafael Possatto Gaigher em Seg 3 Set 2018 - 8:47



O ano é 2004/2005

Obrigado por estas dicas em relação a parte eletrônica! De fato conheço muito pouco

Também concordo, acho melhor um carro que tenha rodando pelo menos uns 5.000km no ano, ou seja, uma máquina com uns 60.000km rodado seria já uma boa opção (se estiver bem cuidada)

Em breve atualizo com o desfecho
avatar
Rafael Possatto Gaigher
Usuário Bronze
Usuário Bronze

Número de mensagens : 86
Data de inscrição : 29/10/2017
Interesses : Mecanica
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Espírito Santo
Advertências : Sem restrição

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: W203 pouco rodada - itens para ter atenção

Mensagem por Conteúdo patrocinado




Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum