sistema injeção VDO MSM 1.1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

sistema injeção VDO MSM 1.1

Mensagem por Daniel AMG em Seg 6 Out - 19:47

Sistema VDO MSM 1.1: Mercedes-Benz Classe A 160 e Mercedes Benz Classe A 190
Nessa edição abordaremos as principais características do sistema injeção VDO MSM 1.1
O veículo Classe A foi lançado no Brasil em 1999, desde então tem se tornado referência em inovação e modernidade.

O Classe A está disponível em duas motorizações:

- Motor 1.6: com esta motorização o veículo é chamado de Mercedes-Benz Classe A 160. Traz um motor de 4 cilindros em linha, 1.598 cilindradas, 102 cavalos de potência a 5250 rpm e um torque nominal 150 Nm a 4000 rpm. Atinge 180 km/h de velocidade máxima e vai de 0 a 100 km/h em 11,3 segundos. Possui duas opções de câmbio: semi-automático (AKS) e mecânico.

- Motor 1.9: com esta motorização o veículo é chamado de Mercedes-Benz Classe A 190. Traz um motor de 4 cilindros em linha, 1898 cilindradas, uma potência de 125 cavalos a 5500 rpm e um torque nominal 180 Nm a 4000 rpm. Com esta motorização e a transmissão mecânica, o modelo atinge os 190 km/h de velocidade máxima e acelera de 0 a 100 km/h em apenas 9,4 segundos. Também possui duas opções de cambio: o mecânico e o automático.
O sistema de injeção VDO MSM 1.1
Características Gerais
Os veículos Mercedes-Benz Classe A 160 e 190 são gerenciados pelo sistema de injeção VDO MSM 1.1. Este sistema conta com ignição do tipo estática, ou seja, não utiliza distribuidor. Além disso, o cabo de vela passou a vir integrado no conjunto da bobina de ignição (figura 1).

A UCE (Unidade de Comando Eletrônico) é responsável por gerenciar todos os parâmetros do motor e garantir o seu bom funcionamento. Está localizada no compartimento do motor (figura 1).




O sistema possui imobilizador de partida. A UCE precisa da habilitação deste para que seja liberada a partida.

A injeção do combustível é do tipo multiponto seqüencial, com uma válvula injetora para cada cilindro.

O sistema não possui uma lâmpada que indique avarias como a utilizada em outros sistemas.

Para o cálculo da massa de ar admitido o sistema utiliza como principais parâmetros o medidor de massa de ar MAF, o sensor de temperatura do ar ACT, o sensor de temperatura da água CTS e o sensor de posição do pedal do acelerador.

O sinal do sensor de rotação é um sinal "vital" para o funcionamento do motor. Sem ele o motor não pega.
Para garantir a eficiência do processo de combustão, utiliza o sensor de oxigênio (sonda lambda-planar).

O VDO MSM 1.1 é capaz de detectar inúmeras falhas que são armazenadas na UCE em forma de códigos numéricos. Estes códigos de defeitos só podem ser acessados com auxílio de equipamento do tipo Scanner.

O cabeçote do motor trabalha com fluxo cruzado, ou seja, dutos de admissão de um lado e escape do outro. Este formato favorece o enchimento dos cilindros. O acionamento das válvulas é feito através de balancins roletados (figura 2). Em vez da tradicional correia dentada, a transmissão de movimento para o eixo comando de válvulas é feita através de uma corrente (figura 2).





Inovações
- Sensor do óleo: este sensor indica ao motorista as condições do nível do óleo diretamente no painel de instrumentos do veículo.

- Sensor MAF/ACT: o Maf/Act é utilizado para calcular a massa de ar admitida pelo motor. No sistema VDO MSM 1.1, este sensor está integrado a UCE, sendo localizado no duto de ad-missão que a compõe (figura 3).
- Módulo de arrefecimento: nos veículos Classe A, o acionamento do ventilador de arrefecimento dá-se através de um módulo controlado pela UCE. Tal módulo tem um funcionamen-to semelhante ao de um relé. Por intermédio desse módulo é que a UCE controla a velocidade da ventoinha em função da temperatura do motor (figura 1).

- Corrente: Como mencionado anteriormente, nos veículos Classe A a transmissão de movimento do virabrequim para o eixo comando de válvulas é feita através de uma corrente (figura 2). Não utiliza correia dentada.
Dica: "Reset" na lâmpada indicadora de revisão
Os veículos Mercedes Classe-A possuem uma lâmpada de indicação periódica de revisão. No Classe-A, as revisões são programadas para cada 15.000 Km ou 730 dias. Esse intervalo pode ser alterado por intermédio de um equipamento tipo scanner.

Faltando menos de 2.000 Km ou 30 dias para a execução da revisão, ao ligar a chave de ignição, a lâmpada indicadora de revisão aparece, por alguns instantes, no indicador digital do painel ("Instrumento combinado"). Juntamente com a lâmpada de revisão, é mostrada a quilotragem faltante para a revisão (figura 1).


Se o limite para a execução da revisão tiver sido ultrapassado, aparece um sinal de menos junto a indicação da quilometra-gem excedente.
Solicitação de indicação para revisão:
Para solicitar a indicação da quilometragem ou tempo que resta para a execução da próxima revisão, proceda daseguinte forma:

- Ligue a ignição, sem dar partida, e aguarde até que todas as lâmpadas de advertência do painel do veículo se apaguem;
- Pulse o botão de ajuste do hodômetro duas vezes em um segundo;
- Feito isso, a indicação da quilometragem ou tempo restante para a próxima revisão, aparecerá no display do painel do veículo.
"Reset" da indicação de revisão:
Para apagar ("resetar") a indicação de revisão periódica, proceda da seguinte forma:

- Gire a chave de ignição para a posição "2" e pulse imediatamente o botão de ajuste do hodômetro, duas vezes em um segundo;
- Retorne a chave para a posição "0";
- Pressione e mantenha pressionado o botão de ajuste do hodômetro. Gire a chave de ignição para a posição "2", sem soltar o botão de ajuste, e aguarde até que seja emitido um "bip" e exibido o intervalo programado para a próxima revisão;
- Desligue a ignição.


creditos desta dica foi retirada da Enciclopédia Automotiva Doutor-ie.
www.doutorie.com.br
Colaborou: Válter Ravagnani

Daniel AMG
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens: 2660
Data de inscrição: 19/10/2007
Sexo: Masculino País: Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: sistema injeção VDO MSM 1.1

Mensagem por Andre Buss em Ter 7 Out - 6:46

Quando eu falo que em Classe A medidor de temperatura é besteira todo mundo me escraxa. Laughing
A para né ohhhh Crasse A tem módulo para arrefecimento, é outra catigoria. Essas coisas ai de armar ventoinha tou fora.
Meu irmão tem um C4 VTR que arma a ventoinha, igual ao meu Fiat Strada Laughing

Andre Buss
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens: 5698
Data de inscrição: 26/11/2007
Sexo: Masculino País: Estados Unidos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: sistema injeção VDO MSM 1.1

Mensagem por walter paiva em Ter 7 Out - 7:51

Paladini,

ParaBENZ este tópico ira tirar dúvidas de muita gente.

Atte,
Walter

walter paiva
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens: 1789
Data de inscrição: 02/08/2008
Sexo: Masculino País: Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum