Artigo de Roberto Nasser sobre os 125 anos do primeiro automóvel

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Artigo de Roberto Nasser sobre os 125 anos do primeiro automóvel

Mensagem por Convidad 1 em Sex 25 Mar 2011 - 15:54

Postado a pedido do Confrade Maluhy:

O SÍMBOLO DO AUTOMÓVEL FAZ 125 ANOS
por Roberto Nasser - 2/2/2011

Vamos combinar. Ninguém sabe, com exatidão e definição, qual foi o primeiro veículo automotor. Talvez o Markus, do engenheiro austríaco do mesmo nome, em 1875. Mas ficou apenas no protótipo e sem produção seriada, como muitos outros inquietos curiosos, técnicos, engenheiros à época iluminados por facho de inspiração fizeram surgir, mundo afora – leia-se Europa e EUA – veículos autopropelidos.

Quem, 10 anos após o fez, e cartesianamente obteve documento formal de reconhecimento de patente foi o triciclo do engenheiro alemão Carl Benz – a Daimler-Benz insiste em grafar seu nome com “K”, mas de origem é com “C”. Coisas de algum pai do marketing com pretensões de ter interpretação mais importante que a história. Como inovava, sem nome para o gênero cujo registro expedido em 29 de janeiro de 1886, foi tratado de Motor Wagen, veículo a motor.

É o símbolo do automóvel, com história ampla, a antecipar um século do que seria seu uso e seu mercado. Na prática a criação de herr Benz para nada servia. Fazia barulho, fumaça, espantava animais, incomodava pessoas. Tinha um registro oficial de patente mas, imóvel tralha, tomava lugar dos animais e dos veículos de tração a sangue no estábulo, a futura garagem da família Benz. Policialmente proibido de circular, em agosto de 1888, dois anos e meio após a patente, instigou dona Bertha, 39, esposa do insistente Benz, sócia nos apertos domésticos pelo desenvolvimento do veículo, cansada de ouvir críticas dos pais, vizinhos, polícia e outros idiotas cegos para o início da mudança no mundo, botou ordem no negócio. Num amanhecer, com seus filhos Eugen,15 e Richard, 13, empurraram o carro – uma charrete com roda dianteira – e saíram de Manheim indo parar na casa da mãe de Bertha, em Pforzeim, a 120 km de distância. Um sacrifício. O motor, 4 tempos, monocilíndrico, deslocava 954 cm3 e produzia 2/3 de HP a 250 rpm. Charrete-wagen e motor pesavam 300 quilos e, na prática, entre peso, carga e potência equivale usar motor de Fiat Mille para mover um ônibus.

Há quem se perca nos detalhes, interprete, romantize a viagem, enfeitando-a com intervenções de dona Bertha, como utilizar os alfinetes do chapéu para desentupir o gigleur do carburador – nem um nem outro existiam então ... – ou sacar a liga elástica de uma das meias e substituir mola metálica – pré-matrona do interior usava meias com ligas?; sacrificar seu cinto e o dos meninos como material abrasivo para os freios.
Romance ou não, são irrelevantes. Fato claro, a decisão de dona Bertha resolveu muitas questões: tampou o incômodo no âmbito familiar e em seu burgo: exibiu utilidade; provou – com todo o respeito, mas visto o cenário de época – até uma mulher era capaz de dirigir o tal de Motor Wagen; sinalizou o início da mobilidade, encurtando em dias a distância se percorrida a cavalo ou carroça; e deu nome ao composto químico utilizado para limpeza e que, daí em diante se chamaria, obviamente, Benzina.

Viabilizou o negócio. Os jornais das cidades cruzadas pelo pioneiro veículo deram ampla cobertura, distribuindo-a pelo telégrafo e, quando Dona Bertha e os benzinhos voltaram, já haviam encomendas. Benz produziu outra unidade e levou-a para a Feira Mundial de Paris, em 1889 e de lá voltou com outros pedidos viabilizadores do negócio. O resto entre percalços e vitórias, está aí com a estrela de três pontas, mito e meta.

Há a considerar a coragem de dona Bertha como o grande indutor e à quebra do paradigma que mulheres não conduziam, eram conduzidas, demarrando a influência feminina sobre o mercado de automóveis, hoje entre compras próprias e influencia, projetada em 70%.
Ponto final, somou-se às evidencias geradoras de frase sintética: “ Se é para explicar, chame um homem. Para fazer, uma mulher.”



Reprodução da patente do veículo


Benz conduz o Motor Wagen. Da. Bertha agora é passageira

Fonte:
www.coisasdeagora.com.br

Convidad 1
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 7918
Data de inscrição : 22/10/2007
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Artigo de Roberto Nasser sobre os 125 anos do primeiro automóvel

Mensagem por Xenon em Sex 25 Mar 2011 - 16:03

mas isto e um triciclo!!!!!!!!!
nao posso considerar um carro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

carro: 4 rodas
moto 2 rodas
triciclo: 3 rodas.
carreta:16 rodas.
etc,etc,etc........

Xenon
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 3114
Data de inscrição : 19/10/2007
Sexo : Masculino País : Inglaterra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Artigo de Roberto Nasser sobre os 125 anos do primeiro automóvel

Mensagem por Maluhy em Sex 25 Mar 2011 - 17:26

Mas cabem 3 pessoas,o Mclaren F1 tb cabia 3 pessoas e é um carro,hehehehehehe, Twisted Evil

_________________
Consultor Técnico FMBB

Peças para importados
Consultoria pré-compra  

Contatos:
21-970061008 NEXTEL
21-980304994 TIM Zap
rmaluhy@yahoo.com



Mercedes mit knapp über 4 Meter ...

Maluhy
Consultor Técnico
Consultor Técnico

Número de mensagens : 10471
Data de inscrição : 21/10/2007
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Artigo de Roberto Nasser sobre os 125 anos do primeiro automóvel

Mensagem por Sidsports em Sex 25 Mar 2011 - 21:52

Belo artigo!
Essa história da Dna Berta eu não sabia, muito boa!

Sidsports
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 1683
Data de inscrição : 06/02/2009
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Santa Catarina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Artigo de Roberto Nasser sobre os 125 anos do primeiro automóvel

Mensagem por GR em Sab 26 Mar 2011 - 13:11

Lá no Museu da Mercedes em Stuttgard tem vários tópicos e vídeos, contando as histórias da Bertha.... Sem ela não existiria o carro do Benz, ela que patrocinava, que dava as ideias e era quem testava os veículos, é muito legal a história desta mulher!!!! Uma mulher incrível e que para mim é responsável por mais de 50% da história deste automóvel... Inclusive num tópico informativo, dizia que o Benz estava desisitindo de continuar esta invenção e então ela vai viajar com o carro junto com os filhos para a casa da mãe e então..... Tudo acontece.... É realmente incrível as histórias desta época... Minha esposa ficou admirada com esta mulher....

GR
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 7397
Data de inscrição : 21/10/2007
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Minas Gerais

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Artigo de Roberto Nasser sobre os 125 anos do primeiro automóvel

Mensagem por Sidsports em Sab 26 Mar 2011 - 14:29

GR,
Se tudo der certo visitarei o museu no fim de agosto, vou dar atenção a isto, a queen é que vai ficar pegando no meu pé com essa Dna Bertha, rsrsss!

Sidsports
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 1683
Data de inscrição : 06/02/2009
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Santa Catarina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Artigo de Roberto Nasser sobre os 125 anos do primeiro automóvel

Mensagem por GR em Sab 26 Mar 2011 - 20:38

Sidsports, vc vai adorar.... A história de tudo começa no último andar.... Vc irá ver coisas incríveis... Eu não sabia que o Maybach foi uma figura muito importante nisto tudo.... Pois, ele é que inventou o motor... Fique no hotel V8 e vc irá adorar, irá dormir na cama da mercedes.... ( o quarto chama CarWash) É coisa de louco!!! affraid Se precisar de alguma dica estou a disposição, ok?

GR
Usuário Platina
Usuário Platina

Número de mensagens : 7397
Data de inscrição : 21/10/2007
Sexo : Masculino País : Brasil
Estado : Minas Gerais

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Artigo de Roberto Nasser sobre os 125 anos do primeiro automóvel

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:13


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum